6 dicas para vender mais em menos tempo

Todos, seja um comprador, vendedor, comerciante ou gerente, são crunchos pelo tempo. Ninguém tem tempo a perder quando faz negócios e, como vendedor, você certamente não quer desperdiçar horas em um projeto ou em uma perspectiva improvável de obter retornos.

Aqui estão algumas dicas simples para incorporar em sua rotina diária que podem ajudá-lo a vender mais em menos tempo. 

 

1. Faça o primeiro movimento.

Alguns acreditam que quanto mais cedo você entrar em contato com um cliente em potencial, maior a probabilidade de ele se converter em cliente. Os períodos de atenção são curtos nos dias de hoje, então você precisa se mover o mais rápido possível.

Avalie o nível de engajamento da pessoa e veja até que ponto ela se mudou. A pessoa acabou de se inscrever para mais informações? Ou o cliente em potencial visualizou seus produtos e sua página de preços?

2. Não venda para os desmotivados.

Mas não se aproxime daqueles que não estão prontos. Você é o melhor juiz de quem está realmente pronto para assumir um compromisso e quem está apenas fazendo compras. Se você acha que alguém tem pouca ou nenhuma intenção de comprar qualquer coisa, mova essa pessoa para sua lista de marketing. Se a pessoa mostrar interesse genuíno mais tarde, você poderá entrar em contato novamente. 

 

3. Faça uso do melhor tempo do cliente potencial.

Os tradicionalistas dirão que chamar alguém depois das 17h é inadequado e ligar para alguém antes das 10h é rude. Mas existe um código restrito de 9 para 5 no mundo dos negócios de hoje?

Depois de começar a interagir com um cliente em potencial, você terá uma ideia de quando ele ou ela é livre para falar e no melhor estado de espírito para ter uma conversa que cause impacto.

Programe suas chamadas para a conveniência da pessoa. Ele ou ela apreciará se você ligar em um horário conveniente e, em seguida, terá a atenção da pessoa para compartilhar mais antes de chegar ao fim. 

4. Qualifique seus leads.

Só porque uma pessoa compartilhou detalhes de contato com você não significa que ele ou ela se qualifica como um lead de vendas. Tenha cuidado antes de morder a isca. Saltar a qualquer chance de vender resultará em desperdício de tempo, recursos e energia. Experimente o clássico método de qualificação BANT  e faça as seguintes perguntas:

 

Autoridade: 

Essa pessoa tem autoridade para tomar uma decisão de compra?

Necessidade: Ele ou ela tem uma necessidade genuína para o seu produto ou um problema que seu produto pode consertar?

Cronograma : Ele especificou um prazo desejado para fazer uma compra?

Faça outras perguntas para determinar se uma pessoa se qualifica como um lead real. Avalie o humor geral de sua empresa ou qualquer relacionamento interno que possa influenciar uma decisão de compra. O método BANT geralmente ajuda a determinar se vale a pena perseguir o lead desde o início.  

5. Planeje para amanhã.

Você não fecha nenhum negócio sem acompanhamento. Como o acompanhamento fará parte da sua rotina diária, por que não planejar com antecedência? A pior maneira de começar o seu dia (e a melhor maneira de perder tempo) é chegar ao trabalho de manhã e tentar descobrir a quem ligar e o que dizer.

Ao planejar quais pessoas ligar de volta e agendar follow-ups automatizados, você pode apagar a dor de cabeça de procurar números e informações. E se você registrar suas ligações e fizer uma anotação rápida sobre o que foi discutido, saberá exatamente de onde parou para evitar a repetição e se concentrar apenas no que levará o negócio adiante. 

6. Torne isso pessoal.

Esforce-se para forjar uma conexão pessoal e relacionar-se genuinamente com sua perspectiva e sua situação. Mas não force a conversa. O cliente acabou de se casar, ter um bebê ou mudar para uma nova cidade? Fale sobre isso antes de mergulhar nos negócios. A interação inicial pode precisar ser formal e profissional, mas você pode quebrar algumas das barreiras à medida que a conversa avança.

Fonte: https://www.entrepreneur.com/article/241171